Inventários

Inventários do Programa Brasileiro GHG Protocol (2008/2009)

- Abril
- Alcoa
- Ambev
- Anglo American
- Banco do Brasil
- Banco Real
- Bradesco
- CESP

- CNEC
- Copel
- Embraer
- ENBR
- Ford
- Furnas
- Itaú Unibanco
- Natura
- O Boticário
- Petrobras
- Política Federal
- Quattor
- Suzano
- Votorantin
- Wal Mart

Para que possam promover ações de redução das emissões de gases do efeito estufa (GEE), contribuindo para a mitigação das mudanças climáticas, as empresas precisam saber primeiro o quanto emitem e qual a origem dessas emissões. Para a elaboração dos inventários de emissões de GEE, o Programa Brasileiro GHG Protocol disponibiliza a cartilha Diretrizes para a elaboração de inventários corporativos de emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE), oferece treinamentos e acesso aos materiais do GHG Protocol, além de um formulário que estrutura a organização das informações que devem ser relatadas por cada empresa. Quer fazer parte da iniciativa? Clique aqui


Acima, a relação dos 22 inventários realizados durante o primeiro ano do Programa Brasileiro GHG Protocol e publicados pelas organizações responsáveis. Abaixo um resumo das informações consolidadas dos inventários dos 27 membros do Programa Brasileiro GHG Protocol, em seu primeiro ano de atividades.


Clique aqui para conferir um resumo dos inventários e do processo envolvido. (pdf)



São vários os benefícios que as organizações podem obter a partir da iniciativa do inventário. Confira abaixo:

Oportunidades de redução de custos
Especialmente importante em momentos de crise financeira, a redução de custos está relacionada com melhoria da eficiência em processos gerenciais, redução ou otimização do uso de energia e de matérias primas e adoção de fontes alternativas de energia.

Criação de benchmark e oportunidades para melhorar a competitividade
Os inventários corporativos podem servir de base para a identificação de oportunidades de melhoria e desempenho da empresa a partir de sistemas de comparação das emissões decorrentes da realização de processos e da geração de produtos.

Participar de mercados de emissões de GEE
Identificar oportunidades para desenvolver projetos que geram créditos de carbono ou atraiam investimentos, produzindo receitas adicionais para a empresa, é outro benefício relacionado aos inventários de emissões.

Prestar contas aos acionistas e stakeholders
Acionistas e stakeholders podem ser melhor informados de riscos e oportunidades associados à gestão de emissões de GEE a partir dos dados fornecidos pelos inventários.

Replicabilidade e impacto em cadeia
Por meio dos inventários é possível entender e mitigar impactos na cadeia de valor, envolvendo fornecedores e compradores em ações de redução de emissões de GEE.

Traçar e alcançar metas de responsabilidade socioambiental
Muitas empresas já internalizam em suas operações metas voluntárias de caráter socioambiental e a redução de emissões de GEE pode ser mais uma meta incorporada a esse processo.

Avaliar passivos e preparar-se para futuras políticas de emissões de GEE
As empresas podem se antecipar a regulamentações sobre emissões de GEE por meio dos inventários, que permitem identificar fontes e volumes das emissões, e assim traçar planos de mitigação que as coloquem em consonância com as futuras políticas de emissões.

• Garantir oportunidades no mercado internacional
O mercado globalizado exige cada vez mais das empresas boas condutas em termos de desempenho em sustentabilidade, e a boa gestão de emissões de GEE é um dos principais aspectos cobrados nas transações internacionais

Compartilhar:


Mais Lidos | Recomendados